Opinião: Mudança de Comportamentos

24 de Julho de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado por Maria do Céu Faia, Unidade Local de Saúde do Alto Minho, 08/06/2010

OpiniaoO Plano Nacional de Saúde 2011-2016 pode ter como alcance reverter a procura dos cuidados de saúde, na perspectiva de uso de medicamentos, para resolver problemas associados a comportamentos de saúde. Esta situação concorre para a  utilização desorganizada dos serviços de saúde e o uso incorrecto do medicamento quando autoadministrado.

O cidadão nomeadamente o portador de doença crónica ou o seus cuidadores devem ser incentivados a conhecer o medicamento pelo nome farmacológico, contrariando o seu conhecimento pelo nome comercial e deve ser incluído no programa de acompanhamento da doença a revisão do regime terapêutico medicamentoso, com periodicidade definida, para redução do risco de associações.

Colocar como prioridade a definição de estratégias e implementação de medidas dirigidas aos serviços que estão vocacionados para a prevenção em saúde, pode ajudar nos programas de informação para a saúde, a desenvolver o conceito de cidadão saudável.

Os critérios a incluir neste conceito de saúde positiva podem ser:

  • Não ter consumos de bebidas alcoólicas, tabaco e outras droga;
  • Estar imune para as doenças evitáveis pela vacinação e ter realizado os rastreios disponíveis.

Os resultados sujeitos a avaliação na Instituição, tem por base a segurança do cidadão na sua saúde:vigilância de saúde (na linha dos Cuidados de Saúde Primários e na lógica do conceito de cidadão saudável, obter metas que traduzam o maior número de pessoas com programas de vigilância actualizados/realizados) e no tratamento da doença (na linha dos cuidados hospitalares obter metas que traduzam o maior número de pessoas tratadas com eficácia para cada doença.

Maria do Céu Faia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*