Análise Especializada: Análise de Planos Nacionais de Saúde de Outros Países

12 de Outubro de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

AnalisesEspecializadasAs análises especializadas são estudos sectoriais e/ou transversais que são alvo de discussões próprias em sede especializada e/ou pública. Estas são base de pareceres e estratégias posteriormente solicitadas às instituições envolvidas no Plano Nacional de Saúde (PNS) 2011-2016.

Esta discussão proporcionou maior acordo entre evidência e recomendações nacionais e internacionais, e o planeamento estratégico institucional, que resultará num produto (PNS 2011-2016) fruto de um processo construtivo e participado.

A análise especializada Análise de Planos Nacionais de Saúde de Outros Países foi realizada pelo Gabinete Técnico do PNS 2011-2016.

O presente trabalho consiste num estudo transversal que utiliza uma amostra de conveniência constituída por doze documentos de dez países. Este estudo é composto por duas dimensões: uma análise quantitativa e outra qualitativa. A metodologia específica de cada análise é desenvolvida na respectiva secção.

Em termos de estudo quantitativo, foram realizadas duas análises:

  • Análise dos aspectos de natureza estrutural dos vários planos (exemplo: existência de diferentes versões; existência de anexos, descrição de metodologia de construção).
  • Análise de palavras-chave relevantes no âmbito do PNS 2011-2016.

Em termos de estudo qualitativo, foi realizada uma análise segundo os 4 eixos estratégicos do PNS, tendo também em consideração a perspectiva da sustentabilidade.

Os documentos estratégicos e planos nacionais de saúde foram seleccionados de acordo com critérios de elegibilidade e analisados segundo um conjunto de variáveis previamente definidas.

A metodologia e resultados preliminares deste estudo foram apresentados e discutidos com o Grupo de trabalho da Organização Mundial de Saúde-Euro, que avaliou o PNS 2004-2010, e o Grupo de Peritos do PNS 2011-2016, tendo sido obtidos e integrados importantes comentários.

A realização deste estudo permitirá ter uma visão abrangente e generalista sobre o que se faz e como se faz planeamento estratégico da saúde a nível internacional, em países de referência. Contribuirá, assim, para que Portugal se situe entre as melhores práticas em planeamento estratégico na saúde.

Em termos de objectivos gerais, o presente trabalho pretende, por um lado, analisar em que medida o modelo conceptual do PNS 2011-2016 se aproxima dos modelos conceptuais dos Planos analisados. Por outro lado, procura-se compreender as semelhanças e as diferenças evidenciadas nos objectivos e estratégias preconizadas, bem como identificar contributos relevantes de cada documento para o PNS 2011-2016.

Enquanto a dimensão quantitativa do estudo nos permite obter uma visão estrutural e de frequência de conteúdos dos documentos analisados, a dimensão qualitativa permitirá perceber como são abordadas as diferentes necessidades de saúde de cada população, os objectivos de saúde, estratégias e políticas para os concretizar, metas e indicadores para os avaliar.

Visualize o documento:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*