AEAPE: Esquizofrenia e Ganhos em Saúde

25 de Junho de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado pela Associação de Educação e Apoio na Esquizofrenia, 27/05/2010

AEAPE1)      Em que áreas e como podem os Portugueses obter mais ganhos em saúde de forma sustentável?

Na área da Psiquiatria e Saúde Mental, em particular no que diz respeito à Esquizofrenia, através da estimulação de acções como:

1.    Intervir, a todos os níveis, na defesa dos direitos, legítimos interesses e qualidade de vida dos doentes e suas famílias;

2.    Sensibilizar as instâncias oficiais competentes no sentido do reconhecimento do papel das famílias como prestadoras informais de cuidados;

3.    Proporcionar informação científica e pedagógica para a promoção da saúde, a luta contra a doença, a prevenção de recaídas, a reabilitação psicossocial e a inserção social dos doentes;

4.    Promover acções de investigação, informação e formação, com destaque para o combate ao estigma e exclusão social e a abertura a uma cultura de cidadania, co-responsabilidade e solidariedade;

5.    Colaborar com instâncias oficiais, centrais e locais, e cooperar com instituições nacionais e estrangeiras que prossigam fins similares;

6.    Contribuir para um diagnóstico mais precoce da doença e uma eficiente prevenção de recaídas, através de acções de formação;

7.    Promover a publicação de documentação especializada no âmbito da Associação.

2)      Que expectativas possui relativamente ao PNS 2011-2016? Como é que este pode ser útil na obtenção de mais valor em saúde?

Seria útil dar mais atenção à Esquizofrenia, nomeadamente instaurando:

1.    Programas de psico-educação quanto ao factor de risco que são os psicotrópicos.

2.    Implementação da detecção e tratamento precoces do primeiro surto psicótico.

3.    Melhoria das estruturas em psiquiatria comunitária, hospitalar e asilar.

4.    Melhoria na articulação após alta hospitalar e rede de cuidados continuados

5.    Reforço do combate ao estigma na Esquizofrenia

6.    Enriquecimento da rede de apoio à reabilitação dos doentes com Esquizofrenia.

3)      Como é que o PNS 2011-2016 pode apoiar a missão da vossa instituição na obtenção de ganhos em saúde de forma sustentável?

Na atribuição de apoios concretos e directos à AEAPE nomeadamente:

1.    Financiamento através de subsídio monetário anual à AEAPE.

2.    Entrega de instalações próprias à AEAPE no Parque da Saúde de Lisboa.

3.    Reforço nos escassos recursos humanos existentes na AEAPE.

4)      Como é que os resultados da vossa instituição, na obtenção de ganhos em saúde, podem ser percebidos, medidos e valorizados?

Através do tratamento estatístico das nossas acções poder-se-á ter uma ideia do trabalho feito, e a partir desse realizar uma estimativa do impacto destas. A título de exemplo apresentamos aqui uma breve estatística do trabalho desenvolvido pela AEAPE nos últimos 12 meses, no distrito de Lisboa:

1.    Publicação do boletins “Empatia” sobre Esquizofrenia: 8000 cópias impressas.

2.    Impressão de Folhetos Informativos sobre Esquizofrenia: 6000 cópias impressas.

3.    Blog da AEAPE sobre Esquizofrenia: ≈ 2500 visitas.

4.    Atendimentos a doentes, familiares e interessados em Esquizofrenia: ≈ 700 pedidos.

5.    Palestras pedagógicas para alunos do secundário: ≈ 100 alunos presentes.

6.    Colóquios de psico-educação em Esquizofrenia: ≈ 50 pessoas assistentes.

7.    Apoio dado a trabalhos académicos: ≈ 20 estudantes pré e pós graduados.

Associação de Educação e Apoio na Esquizofrenia

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*