APEO: Maximizar Ganhos em Saúde com Práticas de Qualidade

9 de Julho de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado pela Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras, 29/05/2010

APEOA Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras louva esta acção pública de auscultação e possibilidade de envolvimento dos diferentes actores na construção do Plano Nacional de Saúde 2011-2016.

A nossa organização entende que no próximo PNS dever-se-ia dar mais enfoque à área de Saúde Sexual e Reprodutiva no que concerne:

– Dar cumprimento à Lei nº 9, de 4 de Março de 2009, no que concerne à Assistência Pré-natal, através da Integração do Enfermeiro Especialista de Saúde Materna e Obstétrica nas equipas de Cuidados de Saúde Primários, de forma a produzir uma assistência à grávida/família mais eficaz, proporcionando uma gestão de recursos humanos mais eficiente e libertando outros profissionais de saúde para o atendimento de situações de doença. A educação para a saúde propiciada pela Enfermeira Especialista de Saúde Materna e Obstétrica é também um vector capaz de empoderar as grávidas na sua tomada de decisão para promover o parto normal, a amamentação e a construção da parentalidade;

– Implementação de programas de incentivo ao parto normal bem como às respectivas práticas promotoras do mesmo;

– Concepção e implementação de programas que promovam o empoderamento das mulheres/casais e populações na tomada de decisão sobre as práticas do nascimento;

– Desenvolvimento de um plano estratégico de promoção do aleitamento materno exclusivo até, pelo menos, aos 6 meses de vida;

– Desenvolvimento de um programa de intervenção na comunidade com visitação domiciliária para apoiar as mães/casais no pós-parto;

– Realização de aconselhamento/consultas de planeamento familiar e rastreios do cancro da mama e colo do útero.

Associação Portuguesa dos Enfermeiros Obstetras

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*