O Respeito dos Direitos da Criança no Hospital

3 de Novembro de 2010 / 1 Comentário Bookmark and Share

acs2O Alto Comissariado da Saúde editou o folheto informativo “O Respeito dos Direitos da Criança no Hospital – Uma Iniciativa da Rede Internacional dos Hospitais Promotores de Saúde”.

Dirigido a profissionais de saúde, este folheto pretende informar sobre a importância da protecção dos direitos das crianças nos hospitais e serviços de saúde e fornecer um modelo e ferramenta de auto-avaliação de desempenho sobre os direitos da criança hospitalizada.

Este folheto foi produzido no âmbito da Rede dos Hospitais Promotores de Saúde, no contexto da Task Force referente aos direitos das crianças em contextos de saúde, que é coordenada, a nível nacional e internacional, pelo Alto Comissariado da Saúde. Em Portugal, o projecto é desenvolvido em parceria com o Instituto de Apoio à Criança.

Documento de apoio:

Um comentário sobre “O Respeito dos Direitos da Criança no Hospital

Comentar ou contacte-nos via Twitter @pns

  1. Porque não simplesmente o respeito dos direitos da criança?
    As crianças são as mesmas. O que variam são os contextos. Parece-me redundante discutir os direitos da criança num dos contextos e enquadramentos em que são mais respeitadas e protegidas: o dos hospitais pediátricos e serviços de pediatria. Para mim faria mais sentido discutir os seus direitos no meio escolar, na comunidade, no macrossistema político. Sobretudo num tempo em que, sendo a criança a maior riqueza de uma comunidade pela sua raridade (Portugal tem uma redução da natalidade preocupante), corporizadora de esperança, projecto de renovação e inovação, se prespectiva a retirada de apoios a vários níveis à criança e família. O hospital será sempre o último reduto de sustentação da sua dignidade. Só que ela não deve estar no hospital a menos que seja absolutamente imprescindível.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*