CMSeixal:Obter Ganhos em Saúde na Intervenção Local

18 de Junho de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado por Corália Loureiro, Câmara Municipal do Seixal,26/05/2010

CMSeixal1) Em que áreas e como podem os Portugueses obter mais ganhos em saúde de forma sustentável?

1. Fomentar a equidade em saúde. Dar prioridade na intervenção aos grupos populacionais mais desfavorecidos.
2. Melhorar o acesso aos cuidados de saúde, em especial aos Cuidados de Saúde Primários.
3. Actuar no âmbito dos determinantes de saúde e na promoção/literacia em saúde das populações.
4. Avaliar o impacto em saúde das medidas e dos programas desenvolvidos, incluindo os custos/benefícios dessas acções.

2) Que expectativas possui relativamente ao PNS 2011-2016? Como é que este pode ser útil na obtenção de mais valor em saúde?

O PNS 2011-2016 representa:
a) Uma forma inovadora de criar saúde na população portuguesa;
b) Maior descentralização e co-responsabilização das comunidades locais;
c) Maior enfoque nas “políticas de saúde em todas as políticas”;
d) Propõe-se a elaboração de um conjunto de indicadores no âmbito dos diferentes sectores (Tableau de Bord) que identifiquem a participação destes sectores na política de saúde nacional.

3) Como é que o PNS 2011-2016 pode apoiar a missão da vossa instituição na obtenção de ganhos em saúde de forma sustentável?

– Maior interacção entre o PNS e os Planos Locais de Saúde (municípios da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis).
– Desenvolver a informação e a comunicação em saúde entre os diferentes níveis políticos.
– Definir claramente as áreas populacionais prioritárias a nível nacional e apoiar as estratégias locais de saúde neste contexto.

4) Como é que os resultados da vossa instituição, na obtenção de ganhos em saúde, podem ser percebidos, medidos e valorizados?

Através dos seguintes documentos:
– Elaboração do Perfil de Saúde (em fase final);
– Monitorização de projectos em curso pela Comissão Coordenadora e Comissão Directiva do Projecto Seixal Saudável;
– Aplicação dos questionários:
a) Tabagismo na população escolar
b) Habitação e saúde
c) Prevalência da obesidade na população infantil;
– Construção e aplicação de um instrumento de medição – Inquérito Municipal de Saúde;
– Fórum de discussão, análise e de progresso do Plano de Desenvolvimento em Saúde – o Fórum Seixal Saudável (o próximo realizar-se-á em 2011.

Corália Loureiro (Vereadora da Câmara Municipal do Seixal)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*