Visão / Objectivos

10 de Fevereiro de 2010 / 3 Comentários Bookmark and Share

Os valores fundamentais sobre os quais se fundamentam o Sistema de Saúde são a universalidade, o acesso a cuidados de qualidade, a equidade e a solidariedade.

Os valores orientadores do processo de construção do são os da excelência técnico-científica, transparência, participação e envolvimento dos actores e intervenientes do sistema de saúde.

Dos princípios sublinha-se a continuidade com o Plano Nacional de Saúde(PNS) 2004-2010, a orientação por um modelo conceptual estratégico, a fundamentação técnica e científica, a consultadoria especializada nacional e internacional, a consideração dos resultados da avaliação do Sistema de Saúde Português pela OMS e sua discussão nacional, e a definição de instrumentos estratégicos e de monitorização de suporte ao plano.

O PNS 2011-2016 tem como visão – Maximizar os ganhos em saúde da população através do alinhamento e integração de esforços sustentados de todos os sectores da sociedade, com foco no acesso, qualidade, políticas saudáveis e cidadania.

São objectivos do processo de construção do PNS 2011-2016:

  1. A obtenção de um documento “Plano Nacional de Saúde 2011-16” que contribua com orientações estratégicas claras, dirigidas à maximização da obtenção de ganhos em saúde, de forma sustentável, contínua, monitorizável e avaliável;
  2. O desenvolvimento de um elevado consenso e concertação de todos os intervenientes e actores envolvidos na criação de ganhos de saúde, ou influentes no estado de saúde dos Portugueses, incluindo sectores que não tenham como objectivo primário os ganhos em saúde;
  3. A elaboração e discussão de estudos, pareceres e instrumentos que permitam uma compreensão integrada e abrangente do estado de saúde dos portugueses e do seu sistema de saúde, bem como a fundamentação técnico-científica das estratégias preconizadas;
  4. O delineamento de estratégias de saúde portuguesas que incorporem as melhores opções e recomendações nacionais e internacionais em política de saúde, resultado de uma avaliação de impacto, de um maior envolvimento de peritos nas decisões estratégicas, e do reconhecimento das boas práticas em política de saúde portuguesas a nível internacional;
  5. A criação de processos mais claros e eficientes de articulação entre as decisões estratégicas, a atribuição e gestão de recursos, a implementação de acções e a sua avaliação de impacto na saúde;
  6. A elaboração de um instrumento de envolvimento dos profissionais de saúde na melhoria contínua da qualidade e do seu desempenho, dos cidadãos na auto-promoção da saúde e de centralização do sistema de saúde no cidadão.

Comentar Envie a um amigo Subscrever Imprimir Voltar ao Topo

3 comentários sobre “Visão / Objectivos

Comentar ou contacte-nos via Twitter @pns

  1. Antes de mais muitos parabéns por este excelente trabalho e plano que é essencial para os cuidados de saúde do Cidadão.
    Queremos aproveitar para lançar o tema das terapias integrativas (ou complementares), que no nosso caso é a terapêutica Reiki.
    Esta terapêutica tem tido bons resultados quer no voluntariado realizado pela Associação Portuguesa de Reiki, quer em participações públicas no âmbito das “Cidades Saudáveis” e devia ser mais um caso a ser estudado como opção viável para o suporte ao utente, complementarmente e aprovada pelos profissionais de saúde. No Reino Unido, Estados Unidos, Brasil e Espanha é já uma realidade em Hospitais e Centros de Saúde. Da nossa parte estamos inteiramente à vossa disposição para demonstrar o carácter da terapêutica, assim como criar um grupo de estudo para que seja avaliada a sua eficácia. A Saúde Pública teria muito a ganhar, pois um dos vectores onde o Reiki tem grande sucesso é no combate ao Stress.
    Com os melhores cumprimentos,
    João Magalhães
    Presidente
    Associação Portuguesa de Reiki
    http://www.associacaoportuguesadereiki.com

  2. Surgiram-nos 2 questões que gostaríamos de ver corrigidas e salvaguardadas:

    * Na definição de valores e princípios, faz referência a sistemas (“os valores fundamentais sobre o que se fundamentam os sistemas de saúde ….”), quando em Portugal temos apenas o sistema de saúde (SNS) e não os sistemas. Esta afirmação parece ser incongruente;
    * Relativamente à definição de objectivos, parece-nos que no ponto e) existe um comprometimento ao acesso a cuidados de qualidade e de equidade e ao Art. 64º, no ponto 3 alínea b). Preocupa-nos que no seu conjunto as decisões a tomar não tenham em conta as características da população e a rede de cuidados existentes, e que a gestão de recursos coloque em causa a acessibilidade atempada aos serviços de saúde. Exemplo é o encerramento dos SAP que colocam em causa a assistência de quem necessita, obrigando as pessoas a deslocarem-se dezenas de quilómetros por acessos difíceis, necessitam de horas para realizar trajectos de 15 a 20 km.

  3. Quero felicitar o grupo coordenador e restante equipa pelo excelente trabalho realizado.
    Sou Assistente Social e estou em fase de elaboração de alguns documentos ,solicitados superiormente, no âmbito da reforma dos Cuidados de Saúde Primários e reconfiguração dos Centros de Saúde (regulamentos internos,plano de actividades e outros ). Neste contexto, considero prioritário e fundamental o estudo e consulta deste Plano Nacional de Saúde ,que estou certa irá enriquecer os meus (nossos) documentos finais.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*