Opinião: Combater a Doença Crónica

4 de Julho de 2010 / Bookmark and Share

Contributo enviado por Lúcio Meneses de Almeida, 15/06/2010

opiniaoCombater a doença crónica em Portugal e na Europa implica um novo modelo conceptual de cuidados de saúde, assente no cidadão como (auto)prestador e não como mero receptor de cuidados.
A auto-gestão apropriada da saúde (estilos saudáveis de vida) e da doença (gestão de situações agudas banais e da doença crónica não complicada) estão entre as estratégias fundamentais à sustentabilidade do sistema de serviços de saúde.

O reconhecimento, pelos restantes actores individuais e institucionais, do cidadão como actor primordial do sistema de saúde implica a sua dotação com os instrumentos necessários a este novo “posicionamento” sistémico.

Tal pressupõe uma estratégia concertada de capacitação em saúde (”empowerment“), emergindo, no actual contexto da sociedade de informação e comunicação, a literacia em saúde (grau de capacidade individual em obter, processar e interpretar informação básica em saúde e em serviços de saúde).

Lúcio Meneses de Almeida