Opinião: Prevenção e Controlo de Infecção

6 de Agosto de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado por Ana Grais, 22/07/2010

OpiniaoNo contexto actual, onde cada vez mais se ouve falar em “ganhos em saúde” nas suas várias vertentes, penso que chegou a altura de apoiar e investir solidamente numa das áreas, que pela sua abrangência, mais contribui neste sentido, a Prevenção e Controlo de Infecção.

Temos muitas “perdas em saúde”, tanto económicas como sociais, pessoais, familiares, laborais… Prevenindo evita-se o internamento prolongado, os custos acrescidos, os transtornos familiares, a diminuição da produtividade, o decréscimo do rendimento familiar…o reinternamento, a incapacidade física e psíquica, a morbilidade… a mortalidade. Controlando evita-se o envolvimento de terceiros quebrando-se o ciclo que multiplica as opções acima descritas em “muitos iguais”. Gastar para prevenir e não gastar para remediar, deve ser o mote para uma política que se quer eficaz, segura e de qualidade relativa aos cuidados de saúde prestados, aos vários níveis de actuação.

Assim, (e o meu contributo vai neste sentido) é imperativo actuar através do Plano Nacional de Controlo de Infecção, dotando-o e reforçando o seu referencial humano (excelente), para que lhe seja possível dar resposta às necessidades actuais através de uma conduta pró activa, actualizada, acessível, disponível e motivadora: deverá ser gerador tanto de regulamentos, como de formação e monitorização – dar a cumprir e fazer cumprir; conseguir chegar às Comissões de Controlo de Infecção, ajudando-as a desenvolver a sua missão de forma sustentada e credível face aos seus pares; promover o reconhecimento dos profissionais de controlo de infecção perante as entidades competentes; e porque não desenvolver a Certificação das Comissões de Controlo de Infecção?

Ana Grais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*