Opinião: Tranporte de Utentes com Dependência

19 de Junho de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado por Sofia Azevedo, Unidade de Saúde Familiar Uarcos (CS Arcos de Valdevez), 24/05/2010

opiniaoCom o encerramento do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) do Centro de Saúde de Arcos de Valdevez, há semelhança do sucedido noutras localidades, os doentes acamados ou com grandes limitações das mobilização quando apresentam situações de doença aguda ou descompensação de doença crónica com necessidade de avaliação e/ou tratamento num serviço de urgência,sem que sejam situações emergentes,têm de se deslocar par o mesmo recorrendo a transporte em ambulância. Por vezes após contacto com o CODU são orientados para contacto com Bombeiros ou empresa de transportes de doentes.

Independentemente do motivo que os leva ao serviço de urgência o utente tem que assumir os custos do transporte, situação que me parece injusta e discriminatória, reduzindo a acessibilidade dos utentes com limitações da mobilidade aos serviços de saúde. Parece-me importante criar normas para pagamento desses transportes pelo Sistema Nacional de Saúde, de modo a que sempre que a situação seja justificada o utente não tenha que assumir este gasto.

Sofia Azevedo (Unidade de Saúde Familiar Uarcos)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*