SOS Voz Amiga: Valor Acrescentado para a Sociedade Portuguesa

14 de Maio de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado por Estela Lourenço, Centro SOS Voz Amiga, 06/05/2010

Sos voz AmigaBreve História do SOS VOZ AMIGA

  • O Centro SOS Voz Amiga foi o primeiro telefone de ajuda criado em Portugal, com início a 9 de Outubro de 1978.
  • Funciona diariamente das 12h às 24h, todos os dias da semana, 365 dias por ano.
  • O serviço é prestado exclusivamente por voluntários que recebem formação prévia especializada.
  • É o único telefone de apoio emocional cujos voluntários se mantêm em formação contínua enquanto no activo, sob a supervisão técnica de profissionais de saúde mental.
  • Durante os 32 anos de actividade ininterrupta do Centro, atenderam-se milhares de pessoas, de todos os pontos do país e de todas as idades.

Considerando que:

  • Um em cada cinco portugueses sofre de perturbações psiquiátricas.
  • A grande maioria dos que sofrem de perturbações psiquiátricas não tem acesso a qualquer tratamento médico.
  • A maior parte dos recursos médicos continua centrada em Lisboa, Porto e Coimbra e funciona apenas em horário diurno durante os dias úteis.
  • A nível privado, os custos da saúde mental são elevados, não estando acessíveis a toda a população.
  • Actualmente privilegia-se a intervenção em comunidade em detrimento dos internamentos, mas não há redes de cuidados na comunidade.
  • Nos Centros de Saúde os médicos não têm tempo para falar com o doente mental durante o tempo que lhe parece necessário.
  • Em Portugal verifica-se uma quase total ausência de programas de prevenção e promoção de saúde mental.
  • Faz parte do Plano Nacional de Saúde Mental (PNSM) a criação de estratégias e programas de prevenção da depressão, ansiedade e do suicídio.
  • Faz parte do PNSM o apoio a linhas telefónicas de prevenção de suicídio.
  • O volume de chamadas, os assuntos abordados e a procura regular dos que telefonam para o SOS Voz Amiga reforçam a ideia de que, em Portugal, continua a fazer sentido manter este tipo de linhas telefónicas de ajuda nos tempos que correm.
  • Nalguns casos, este é o único serviço de apoio emocional a quem algumas pessoas recorrem.
  • Existe na União Europeia um número verde de emergência – 116123 – que em Portugal não está atribuído a nenhuma instituição.

São expectativas do SOS Voz Amiga

  • Assegurar a disponibilidade do serviço de atendimento 24 horas por dia.
  • Poder vir a assegurar o funcionamento do número verde europeu (116123), em exclusivo ou em associação com outros números de apoio emocional activos em Portugal.
  • Continuar acessível a quem precisa de falar de ideias de morte, prestando um serviço de apoio concreto na prevenção do suicídio.
  • Constituir, mesmo que pontualmente, uma alternativa à solidão, ao isolamento e à segregação das pessoas com menos recursos no âmbito da saúde mental.
  • Constituir, mesmo que pontualmente, uma alternativa para todos os que precisam de falar em anonimato e confidencialidade a qualquer hora do dia (12h-24h).
  • Encontrar um parceiro na área da saúde que possa dotar o SOS Voz Amiga de meios que assegurem a continuidade do serviço, prestado numa base estável e sem interrupções decorrentes de graves carências financeiras.
  • Assegurar a continuidade da formação e acompanhamento dos voluntários por técnicos de saúde mental, remunerados.

GANHOS PARA A SAÚDE

  • Este serviço ajuda a libertar os serviços oficiais de saúde.
  • Presta um apoio transversal a todo o país sem burocracias ou entraves através do simples custo duma chamada telefónica.
  • Permite falar em anonimato e sem constrangimentos, porque o contacto não é presencial.
  • Está disponível para pessoas com mobilidade reduzida.
  • É um serviço que, pelas suas características, apresenta um baixo custo de funcionamento, mas em contrapartida fornece um serviço de qualidade com valor acrescentado para a sociedade portuguesa.
  • Sem o SOS Voz Amiga maior número de pessoas ficaria privada do apoio de que necessita, apesar de o apoio prestado não ser de natureza técnica.

Estela Lourenço (Centro SOS Voz Amiga)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*