TDB: Oportunidade para a Mudança da Sociedade na Saúde Oral

29 de Junho de 2010 / Sem Comentários Bookmark and Share

Contributo enviado por Murilo Casagrande, Turma do Bem Portugal, 27/05/2010

turmadobem1) Em que áreas e como podem os Portugueses obter mais ganhos em saúde de forma sustentável?

Com o aporte de recursos e realização de parcerias na área odontológica. Sabe-se que o indivíduo com boa saúde oral gera menos gastos de assistencialismo com saúde geral, bem como tem melhor auto-estima e inserção social. Combinado à esta optimização dos recursos públicos, há o incremento na geração de renda catabilizando  impactos sociais e económicos positivos.

2) Que expectativas possui relativamente ao PNS 2011-2016? Como é que este pode ser útil na obtenção de mais valor em saúde?

Nossa expectativa é que o PNS cumpra sua proposta e alcance o objectivo do “delineamento de estratégias de saúde portuguesas que incorporem as melhores opções e recomendações nacionais e internacionais em política de saúde, resultado de uma avaliação de impacto, de um maior envolvimento de peritos nas decisões estratégicas, e do reconhecimento das boas práticas em política de saúde portuguesas a nível internacional.”

Este Plano será útil com a realização de parcerias e/ou apoio às instituições que atendem crianças e jovens com faixa etária não contemplada nos programas de saúde bucal do PNS e que garantirão a continuidade da manutenção da saúde oral. O jovem na faixa etária dos 11 aos 17 anos, além de passar por inúmeras mudanças físicas, encontra-se num processo de transformação emocional e comportamental. É quando acontece o primeiro relacionamento afectivo e a inserção no mercado de trabalho. A manutenção da saúde oral e um sorriso bonito são factores determinantes para que esse jovem tenha auto-estima elevada, sinta-se um indivíduo reconhecido e actue de forma positiva na sociedade.

3) Como é que o PNS 2011-2016 pode apoiar a missão da vossa instituição na obtenção de ganhos em saúde de forma sustentável?

Com a destinação de recursos para a ampliação do número de beneficiários atendidos pelo projecto Dentista do Bem que resultará no aumento do número de indivíduos com boa condição de saúde oral, inserção social, maior geração de renda e impacto sócio-económico.

4) Como é que os resultados da vossa instituição, na obtenção de ganhos em saúde, podem ser percebidos, medidos e valorizados?

Os resultados da Turma do Bem Portugal na obtenção de ganhos para saúde podem ser:

– Percebidos através da melhoria da condição de saúde oral, da recuperação da auto estima e da inserção no mercado de trabalho dos jovens próximos do primeiro emprego. Em um curto espaço de tempo, há um incremento na qualidade de vida do núcleo familiar, já que um jovem com um tratamento dentário adequado usufrui de maiores hipóteses de inserção profissional, de um melhor relacionamento interpessoal e garante um melhor rendimento económico para a família, o que lhe possibilitará viver, alimentar-se e relacionar-se com mais qualidade.

– Também podem ser medidos: temos indicadores do número de crianças e adolescentes atendidos pelo projecto Dentista do Bem; contingente de voluntários mobilizados; tratamentos dentários a decorrer, em controlo e concluídos além de pesquisas de satisfação dos beneficiários e de auditoria externa destes resultados, o que garante sua veracidade.

– E por fim, valorizados através do reconhecimento do médico dentista enquanto profissional e ser humano consciente da sua responsabilidade sócio-ambiental e do seu papel de agente multiplicador na sociedade em que está inserido; da actuação de empresas social e ambientalmente responsáveis que em trabalhos conjuntos geram maiores resultados e ampliam a percepção de que há necessidade de fazer um trabalho digno e transformador para toda sociedade; e de instituições de ensino e entidades que buscam, através do nosso atendimento, possibilitar aos jovens de famílias carenciadas uma condição de vida mais digna e um futuro promissor através da promoção da saúde oral.

Murilo Casagrande (Turma do Bem Portugal)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*